quinta-feira, março 11, 2010

Para o Cairo e avante!



Habibis, não é que agora é oficial? O Projeto Mulherzinha está indo tão longe que assim, sem mais nem menos, de repente ele vai me levar pro outro lado do Atlântico, ali, logo ali na costa africana, no meio do deserto do Sahara!

Após conversar com o Omar, o árabe narigudão responsável pela trip pro Egito em junho, os ânimos se acenderam todos e as providências básicas estão começando a ser tomadas: renovação de passaporte, pesquisa de seguro viagem, pedido de cartão internacional, e olha que ainda faltam quase 100 dias pra viagem!

O roteiro é incrível, fazendo conexão em Istambul, passando pelo Cairo durante o festival Ahlan Wa Sahlan, fazendo cruzeiro pelo Nilo em Aswan, chegando a Luxor prum vôo de balão e finalizando com um mergulho fantáááástico no Mar Vermelho em Sharm El Sheikh. Simplesmente a viagem dos sonhos!!

O Omar passou a maior segurança, apesar do estilo/visual ceroulas-regata-chinelão-de-dedo com o qual ele nos recebeu no seu escritório. A explicação tava logo ali, na casinha da frente, que é a casa em que ele mora... quer coisa melhor? Ir trabalhar sem tirar o pijamão?

Apesar disso ele pareceu ser super sério, talvez até meio chatão, coisa que a Elis já havia alertado... não sei se é assim mesmo ou se o lado “paizão mala” dele favorece a distorção, mas ficou clara uma extrema reprovação a passeios noturnos e baladas (“é tipo a rua Augusta, só promiscuidade”). E eu bem que já fui numas baladas ali na Augusta...

Mas pensando bem, talvez ele tenha alguma razão. A mulher no Egito tem um papel diferenciado, quiçá até inferior, e promiscuidade lá é o banal daqui... motivo pelo qual, aparentemente, estão vetadas as blusas de alcinha, as saias e as bermudas acima do joelho. Isso num calor de 50º no meio do deserto (pelo menos a gente não fica cremoso, já que o clima é tão seco que o suor evapora na hora). Ainda bem que o cabelo tem que ficar preso!

Todo o papo com o Omar me fez chegar a graus deliciosos de ansiedade e numa contagem regressiva rumo ao Egito. Já consegui me imaginar por lá, e certeza que eu vou chorar alguns litros cada vez que eu vir uma coisa nova. Na verdade acho que o choro vai começar em Cumbica mesmo! Mal dá pra acreditar que um dos meus grandes sonhos está para ser realizado!

A parte chata/fueda é que eu vou estar sozinha nessa... por “sozinha” entende-se sem nenhuma companhia mais íntima, sem nenhuma amiga, familiar ou namorado. A pessoa mais próxima será a própria Elis, mas nós já conversamos e ela parecer estar super ok em me adotar na viagem como filhinha dela e do maridão!

É claro que eu espero fazer amizades com outras meninas do estúdio, essas coisas sempre rolam. Mas não ter ninguém mais íntimo pra confessar uma possível ansiedade, um cagaço ou mesmo uma saudade do gatinho vai ser meio foda. Mas, bom... a vida adulta envolve esse tipo de coisa. E pra falar a verdade, acho que é o tipo de viagem que eu acabaria fazendo sozinha mesmo, já que ninguém que eu conheço tem esse mesmo tesão de conhecer o Egito, ver as pirâmides, se emocionar com areia... só mesmo a Ciça compartilhava meus planos Egito-Marrocos-Turquia (fica pra próxima).

Talvez até seja mais interessante fazer esse role sozinha... poder me focar e estar de corpo e alma em cada instante, sem fazer social nem me preocupar com nada. Em termos terapêuticos, nada poderia contribuir mais com meu amadurecimento, em todos os sentidos da palavra!

Agora é correr atrás das burocracias! Mas pelo amor aos meus bolsinhos, foi tudo de bom descobrir que, com o perdão do trocadilho, não, não é tão caro ir ao Cairo, mas voar de balão em Luxor é um verdadeiro luxo :)

3 comentários:

Isabela Dantas disse...

AH! Que maravilha! Já estou na contagem regressiva com você!!!
Recebi um convite para ir à Grecia em setembro e estou considerando também! Navegar é preciso!
Beijos!

Isabela Dantas disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Caco disse...

Bacaníssimo. Também estou super a fim de ir lá ver o que a baiana egípcia tem.
Precisa de alguém para carregar as malas?