terça-feira, fevereiro 23, 2010

Equipe


Assistindo às provas das Olimpíadas de Inverno, me deparei com a patinação artística em duplas. Um show de sincronia. Fiquei pensando que talvez relacionar-se requeira as mesmas habilidades que requer a patinação conjunta: sincronia, parceria. É equipe. Quando o outro desequilibra, o parceiro investe seu próprio equilíbrio para salvá-lo da queda. Se o outro escorrega, o parceiro compensa. Quando um se joga, confia na força e destreza do outro. E se por acaso eles fracassarem no final, por causa do deslize de apenas um deles, o outro há de consolá-lo, e juntos lambem as feridas – sabem que o problema de um é problema dos dois, não há um culpado. São equipe.

8 comentários:

Ana R. disse...

Uma ótima analogia...Tudo a ver...:)

Celebridade Vira-lata disse...

Vc já conseguiu isso? Tenho isso com os dogs, qdo se trata de pessoas eu nunca vi :( , se descobrir como faz, me dá a receita, se tiver...
beijos!

H. Machado disse...

Falou tão pouco, querida. A foto proporciona uma viagem longa ao mundo do amor e do medo! Falta de tempo?
(E a camera? rs)

N. Ferreira disse...

A imagem realmente rende... dá pra perder umas horaas aqui só pensando nela. acho que falei pouco porque finalmente estou conseguindo perceber o foco dos meus problemas, aflições, sentimentos.
consigo perceber a beleza daa imagem e todos os seus detalhes, mas neste momento o que me atingiu foi apenas e tão somente a importância deste espírito de equipe nas relações humanas... pq sim, Luli, tb acho difícilimo de encontrar isso na prática...
triste, né?

(é sério, eu tenho mesmo uma câmera digital novinha pra vender, acho que tirei 2 fotos com ela, pra testar só...)

~ Karen Leite disse...

[...]sabem que o problema de um é problema dos dois, não há um culpado. São equipe.

Acho que isso que escreveu deveria valer para todas as pessoas que não estão sozinhas no mundo, seja um casal, mãe e filho, irmãos, amigos, enfim... Se todos ajudassem dessa forma uns aos outros o mundo seria melhor.
Obrigada pro me fazer parar para ler seu texto,achei brilhante, pois me fez refletir coisas que no dia-a-dia passam despercebidas.

Acheei seu blog por acaso, acaso mesmo, e já estou seguindo.

Um grande beijo, fica em paz.

raulzitos disse...

o sabio chines diria: Cada um com seus problemas!

N. Ferreira disse...

O sábio chinês diria:

"Se a moça se incomoda que o parceiro a culpe pela falha na execução do movimento e pela perda de pontos, problema dela. E se ela culpa o parceiro pela perda dos pontos, o problema continua sendo dela, que escolheu o parceiro.

Se o moço se incomoda que a parceira errou e por isso perderam pontos, o problema é dele. Se ele se incomoda de ser culpado por ela pela peda de pontos, o problema continua sendo dele, que escolheu a parceira.

Se ambos se incomodam com a falta de sincronia mútua que apresentam (pois esta deve ser a maior verdade), o problema é de ambos, e ao mesmo tempo, de cada um deles."

Profundo!!!

Flavia Melissa disse...

Nossa, irê!
Amei esse texto!
E o comentário seu acima, que rende um novo...

Beijos