quarta-feira, setembro 17, 2008

Jogos de Poder


Adoro jogos de poder.

Tem gente que acha subversivo e entende até como competitividade, mas eu juro que não é. A questão é que eu também adoro perder, depois de um belo tempo achando que estava ganhando. A verdade é que não lido bem com vitórias. A verdade é que sou mais habituada às derrotas. Assim como todo mundo na vida, que tende a perder muito mais do que ganhar. Adoro disputas. Adoro algemas, concretas ou metafóricas. E absolutamente adoro a redenção. Faz com que eu admire ainda mais quem vence de mim. E a admiração para mim é extremamente afrodisíaca.

A verdade é que a luta, entre corpos ou mentes, mas principalmente entre vaidades, me estimula a ser uma combatente cada vez melhor. É tipo oxigênio inflando meu ego. Absolutamente excitante, mas talvez eu devesse fazer terapia mais vezes por semana.

2 comentários:

Flavia Melissa disse...

o problema de viver alimentando e inflando o ego é que ele não traduz, de forma alguma, o que é bom de verdade pro nosso coração e espiritozinho...

quando vê, já... pffft!
sumiu, escafedeu-se.

e aí a gente precisa inflar um pouco mais...

sabe assim, impermanência de objeto?
pois é, pois.

amo.

Marcela Marson disse...

Hahaha
Amiga, essa nossa foto é impagável!
amo!