segunda-feira, novembro 27, 2006

Só de passagem

Então são 23:30 de uma segunda-feira morna e pacata, me sento na frente do computador, tentando me livrar do caminhão de coisas que tinha me comprometido a fazer hoje, e que, inexplicavelmente, não fiz. Ligar na TIM e mudar meu plano. Procurar pela décima vez a nota fiscal na rede de proteção das janelas e pedirem para virem arrumar antes que chovam gatos no playground do prédio. Fazer hidratação no cabelo, atualizar meu CV (isso eu devia ter feito em julho!).

Entre um cigarro e outro, lembro que tinha jurado parar de fumar.
Percebo então que também esqueci de ligar pra manicure e marcar um horário amanhã. Aí olho pra cama e vejo ali, lindinho e repousando há pelo menos umas 4 horas, o livro que eu tinha me comprometido a terminar de ler ontem. "Pragmática da Comunicação Humana". Leram? Chatésimo. Devia chamar "Matemática da Confusão Humana". Argh.
Tentando me distrair, repito mentalmente que pelo menos ontem foi um dia gostoso - tem coisa melhor que fofocar com a mulherada tomando um chopp? Só que, cacete, me lembro que eu também tinha dito que não ia beber durante um mês, e não é que esqueci, menina??
Paciência, amanhã começa tudo de novo. Ligar na TIM, fazer hidratação, arrumar o CV, procurar Nota Fiscal, ler o livro, fazer as unhas. Isso tudo sem fumar e nem tomar uma cervejinha pra desestressar. Cansei só de pensar. E cansei mais ao lembrar que amanhã é dia de Kickboxing. Affe. (ao menos o professor substituto é um docinho)
Juro que vou voltar a ler assim que terminar esse post. A prova tá chegando e ainda faltariam 3 hipotéticos livros para ler (hipotéticos pois 2 deles já decidi não ler, mas o número assusta, faz pressão, e como eu já disse, pressão é tudo).
Eu vou ler, mas antes vou dar uma passadinha nuns blogs ótemos que andei descobrindo e me deliciando ao ler. Já viram? Vai lá!
Garanto, ótimo.
Vou voltar a ler, juro. Mas antes vou fumar um cigarro!

Um comentário:

flavia melissa disse...

adorei as dicas de blogs.
to descobrindo uns bacanas tbm, de meninos inteligentérrimos e bacanésimos e sensilíssimos.
milagre, não?