sexta-feira, agosto 31, 2007

Se arrependimento matasse



Se arrependimento matasse...

Eu morreria de orgulho. Morreria de ilusão, morreria de ócio. Morreria de crenças e também de temores.
Morreria de orkut. De preguiça. De brigas e tragédias. Morreria de copos d’água, de birras e manhas, morreria de cagaços e covardias.
Morreria de receio, morreria de desviar do trânsito. Morreria de porres homéricos. De omissões e de denúncias não feitas. De injustiça. De egoísmo. Morreria de ataques noturnos à geladeira.
Morreria de falta de confiança, de falta de determinação e de menos-valia. De DR’s sem fim. De superficialidade.
Morreria de acreditar em mentiras e em verdades desnecessárias. De vinganças. De invejas. De desesperança. De tempo perdido.
De decisões adiadas, remédio não tomados, atitudes desesperadas. De conclusões precipitadas. De não ouvir a mim mesma.
Morreria de ciúmes, de dor, de amor.

Se arrependimento matasse, eu morreria de você.

4 comentários:

Fê Savino disse...

A gente sempre morreria de arrependimento por n razões...

Fernanda Rossini disse...

Se eleva!
Arrepedimento é culpa, e na culpa nao se encontra nada exceto a propria destruição!

Marson disse...

Se arrependimento matasse já estaria morta a séculos ....

Lukasmaio disse...

Gostei muito!
Beijos