quarta-feira, agosto 12, 2009

hora de parar?


Das coisas mais difíceis desta vida, a que continua me impressionando é a enorme dificuldade que os seres humanos possuem de distinguir entre um teste de perseverança e uma segunda chance.

Quando é hora de entender de uma vez por todas que uma determinada coisa não irá funcionar, que não importa o quanto você possa tentar, o quanto você possa querer, a coisa está inevitavelmente fadada ao fracasso?

E quando é hora de largar o osso, esquecer o orgulho, e arriscar novamente, colocando em risco toda a esperança do acreditar, mas numa sincera tentativa de fazer valer a pena?

Quando é que, afinal, um sinal amarelo significa “freie, não dá mais”, e quando é que ele realmente diz “se você acelerar agora, ainda dá tempo”?Do que depende, por fim, nossa tendência por um ou outro lado? Seríamos ingênuos ao acreditar que “vai ser desta vez”? Seríamos derrotistas por não tentar novamente? Estamos realmente convencidos do derradeiro fim daquilo que já morreu dentro de nós?

Quando é, afinal, a hora de parar?

Creio que, em última análise, o Eterno Retorno continuará a retornar, enquanto as dúvidas do âmago do nosso ser continuarem a borbulhar...

8 comentários:

raulzitos disse...

Verbo Intransitável Direto do caso vou não vou...

..a gente nem tem coragem de se cansar, pra assim começar denovo sem pensar!

Luli disse...

Hora de parar? Difícil de responder isso, hein? Bom, o que é importante é você abraçar a responsabilidade do que está fazendo e não se fazer de vítima das circunstâncias quando finalmente desistir.

Deca disse...

Difícil demais isso Nana..
Impossível te responder isso agora. Mas prometo que assim que eu descobrir onde fica essa maravilhosa e tão buscada linha divisória entre o insistir e o desistir te aviso, tá? hehe
Na verdade: quem achar primeiro mostra o mapa do tesouro pra outra! Combinado? hihi
BJXXXXXXX

L.J disse...

Oi Nana, essas questões sem uma resposta definida com esse teor tão subjetivo nos incomodam mesmo. Concordo com a colega acima, o importante é assumir os riscos e abraçar as responsabilidades pelos seus atos. Gostos dos seus textos com cara de desabafo. COntinuarei passando.

Beijos

L.J

Nana disse...

Pois é, garotas e garoto, acho que passar ou frear no sinal amarelo vai depender bastante do cálculo de velocidade, distância e destreza ao dirigir.
Se passamos por 20 cruzamentos e batemos em 19, acho que está mais do que na cara que é melhor frear, não é?
Ou não? De repente, vai ser desta vez......????
É, maninho, é um tal de vou-não-vou...

Marcela Marson disse...

Nossa eis a questão!
Para quem não tem limite como eu?! ai jesus amado, estou tentando em tudo na vida perceber esse sinal!
Mas as vezes sabe que da uma dúvida?!
arriscar as vezes é bom, outras nem tanto...

Amoo

Marcela Marson disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Priscila Rocha disse...

Pra muita gente da mesma forma que pra começar é só no tranco... saber a hora de parar é só quando toma um tranco tb!

Eu tb não aguentava mais o Michael Jackson...
Inscrevi a Cicilin, mas ainda não recebi notícias da foto dela... nem tá no site ainda! Humpf...

Bjus mil!