terça-feira, outubro 03, 2006

PULSÃO

Vontade... vontade de coisas simples da vida, de coisas difíceis da vida.

Vontade de brigadeiro, de pôr-do-sol, de água de coco e de banho de mar. Vontade de sapatos novos, de apartamento novo, de água com açúcar, de beijo na testa. De pé na estrada, mochila nas costas, e problemas pra trás.

Vontade de você comigo, aqui perto de mim.

Vontade de fofocas no meio da tarde, de cerveja com suco de limão, de olhar pra Lua e contar estrelas. De dar risada por pura bobeira, de fazer merda sem sentir culpa. Vontade de ver você mais de perto, de desconsiderar a distância, de comer brigadeiro de colher e lamber os restos que ficaram na sua boca.

Vontade de jogar bola como quem não quer nada, de andar na grama sentindo o gelado nos pés, vontade de brincar de passa-anel e de ter hora pra comer. De colinho de mamãe e de bronca de papai.

Vontade de bronca vinda de você.

Vontade de usar só a parte de baixo do biquíni e de brincar na beira do mar, de tomar sorvete de groselha, bombom sonho-de-valsa, ver Chaves e achar engraçado. Vontade de dormir a tarde toda, e não sentir culpa. De não ter responsabilidade, de não me preocupar com política.

Vontade de não me preocupar mais com você.

Vontade de escutar aquela música, aquela, sabe, que dá mais vontade ainda de ter vontade de querer você, naquelas horas em que tudo o que tenho vontade é de nunca mais te ver, pra no minuto seguinte, querer ter você acima de qualquer outra coisa.

Vontade de ir, de ficar. De sair e de entrar, de partir, para nunca mais voltar. Vontade de ficar sem nunca precisar ter ido. Vontade de sorrir, mesmo tendo vontade de chorar. E de chorar, quando não há mais sorrisos nem nada mais a ser dito.

Vontade de cores, de gostos, de gestos, de toques e mãos. Sua mão na minha.

Vontade de você.

De você, de nós, vós, eles...

Um comentário:

Fê Savino disse...

Ai quantas vontadesssss... vontades mto boas! Confesso que tb tenho uma porção delas bem guardadinha aqui dentro...
E a saudade permanece!